Search
  • catedralortodoxa

A nossa Cruz (Primeiro parte)


A nossa Cruz

(Primeiro parte)

“Estou crucificado com Cristo; e vivo, não mais eu, mas é Cristo que vive em mim.” Gálatas 2:20

A Cruz é um símbolo que carrega um significado de acordo com a consciência espiritual de cada pessoa. A Cruz, antes de Jesus, era símbolo da humilhação e do castigo máximo É por isso que Jesus foi crucificado na Cruz. Alguns das outras religiões que respeitam Jesus como “profeta”, admiram-se disso nos cristãos, considerando insulto a pregação de Cristo crucificado. Quanto aos cristãos, a Cruz é o símbolo da redenção divina, pela qual Jesus nos reconciliou com o Pai.

Aqui, a pergunta que coloca-se é o seguinte: para nós, os cristãos de hoje, qual o significado da Santa Cruz?

É costume popular enfrentar as dificuldades e adversidades da vida chamando-as de “cruz” que devemos carregar. Mas é verdade que as adversidades da vida são “cruz”? Será que Deus nos prepara um caminho cheio de cruzes, como se fossem espinhos? A cruz é um destino inevitável ou nos é imposto? Finalmente, a Cruz leva às nossas vidas a fatalidade e a dor, ou a consolação e a glória?

Frequentemente, os fiéis, tendo fé inconsciente, mesclam o infortúnio e a Cruz!!

O significado que a Santa Cruz carrega é mais profundo do que suportar as adversidades. A nossa cruz não representa somente nossas dificuldades, se apresentar quem carregará as dos outros?

Jesus confirma que o único caráter que distingue seus discípulos dos outros é “renunciar a si mesmo, carregar a sua própria cruz e segui-lo” que foi o primeiro crucificado em favor de outros, mas não será o último. O cristão levanta a Cruz de seu mestre, e é por isso que o apóstolo Paulo disse: “Estou crucificado com Cristo;”, o que significa na mesma sentença e no mesmo destino dEle.

Aqui devemos notar que Cristo não carregou a Cruz de suas adversidades, porém a de nossos pecados, como disse o profetas Isaías: “Mas ele foi castigado por nossos crimes, e esmagado por nossas iniqüidades; o castigo que nos salva pesou sobre ele; fomos curados graças às suas chagas” Isaías 53:5. É por isso que lemos no final de cada oração “Ó Cristo nosso Deus que foste crucificado” ou “que foste ressuscitaste”, ou “que foste batizado ... para nossa salvação”. Jesus carregou, de algum modo, nossa cruz, Ele foi crucificado em nosso lugar por nós.

A Santa Cruz de Cristo não era uma representação das desgraças que devem ser aceitas com indulgência, Ele é um altar, no qual o Cristão extende sua alma como sacrifício por outros.

A cruz do Senhor caracteriza-se por duas coisas: 1) A espontaneidade. 2) sacrificar-se renunciando a si mesmo. Ela é uma expressão única de amor divino. Não é consequência das adversidades, mas fruto de amor divino.

Voltar, Baixar ot texto em formato PDF

#cataquezar #domromanos #palavra2014 #palavradasemana #palavranovembro

58 views

احتفالات حزيران

Rua Vergueiro, 1515, Paraíso, CEP: 04101-000 - São Paulo / Brasil

Tronco Chave : + 55 (11) 5907-8610   ***   E-mail: catedralortodoxa@uol.com.br

 

 

 

© Copyright 2015 IGREJA ORTODOXA ANTIOQUINA - BRASIL

All Rights Reserved * Web Design by Catedral Ortodoxa IT Team

  • Wix Facebook page
  • YouTube Classic