MOSTEIROS PATRIARCAIS

Mosteiro de Nossa Senhora de Balamand

      Balamand deriva do francês Belmont (bela montanha), e é o nome atribuído pelos monges cistércios ao seu mosteiro, por eles construído em 1157, sobre as ruínas bizantinas que restaram após a queda da Segunda Cruzada.

      Está situado a 8 Km ao norte de Beirute, sobre um platô que faz face ao Mediterrâneo. Os cistércios abandonaram o Mosteiro de Balamand antes da captura de Tripoli pelo sultão mameluco Qalwan. Trezentos anos depois da partida dos Cruzados, monges gregos ortodoxos tomaram posse dele. O mosteiro a princípio contava com apenas dez monges, número logo aumentado para vinte e cinco. Paralelamente à sua vida de orações, os monges cultivavam o solo, escreviam e copiavam manuscritos e recebiam hóspedes que buscavam abrigo em tempos difíceis.

        Em tempos modernos, uma faculdade de Teologia funcionou no mosteiro para educar e formar os clérigos, até que, em 1971, criou-se o Instituto de Teologia São João Damasceno, que posteriormente tornou-se parte da Universidade de Balamand, em Tripoli. O Mosteiro de Balamand possui uma biblioteca especial de manuscritos, além de uma grande coleção de ícones ortodoxos. Em 1994, o iconostácio, que data do Século XVII, da Igreja de Nossa Senhora de Balamand, foi cuidadosamente restaurado.

 

 

Abade: Sua Reverendíssima Excelentíssima, Bispo de Karra Ghattas Hazeem

Endereço: دير سيّدة البلمند البطريركي، ص.ب. 100  طرابلس – لبنان - Líbano

Cel : +961 70 305049

Tel : +961 6 930311

Email : Bishop.Ghattas@balamand.edu.lb

 

 

 

website: www.balamandmonastery.org.lb

Mosteiro de Santo Elia de Shwayya

O mosteiro de Santo Elias Shwayya desponta como uma fortaleza sobre um penhasco de granito no distrito Matn, a 31 Km de Beirute. Desde uma altitude de 1.150 metros, vislumbra-se as cidades de veraneio de Bifkaya, Khinshara, Shwair, e uma cadeia de pequenos montes ao lado de vilas como Zighrine, Shwayya, Ayn Teffaha, Shrine e Jouar. Essa inteira região é coberta por uma floresta de pinheiros e a área ao redor do mosteiro tem um rara diversidade de flora, com carvalhos, eucaliptos, salgueiros e áceres, pomares de maçãs, peras, ameixas e pêssegos e vinhedos nas encostas.

 

As pedras utilizadas na edificação do mosteiro foram extraídas do próprio penhasco e, à distância, o mosteiro pode ser visto em uníssono com a paisagem, como se integrasse o penhasco naturalmente. Elias ou Elijah, profeta do Velho Testamento, é um santo Cristão também venerado por muçulmanos e, especialmente, os drusos. Juntamente com São Jorge e São Miguel, ele forma uma trindade de santos militares à quem várias igrejas e mosteiros são dedicados no Líbano.

 

 

 

Abade: Sua Reverendíssima Excelentíssima, Bispo de Zabadany Constantino Kayal

Endereço: دير مار الياس شويّا، المتن الشمالي – لبنان - Líbanon

Tel: +961 4 39+46

Cel: +961 3 349337

Fax: +961 4 393589

Email: costakayal.ck@gmail.com​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​

 

 

 

Mosteiro Patriarcal de São Jorge – Saydnaya

        Este antigo mosteiro está situado a 1.200 m, na entrada sul do convento de Nossa Senhora de Saydnaya.

 

      Sua origem, apesar de saber-se que é muito antiga, é, na verdade, desconhecida. A tradição popular diz que ele foi fundado nos primeiros séculos do Cristianismo, porém não há grandes evidências disso, embora a parede inferior da igreja seja, sem dúvida, antiga. A primeira referência a este mosteiro data do ano 1.727, feita por um viajante russo que confirmou ser o mosteiro de existência já antiga.

 

      Escritos posteriores revelam que o mosteiro foi construído na escarpa de um penhasco, estando parte dentro de uma gruta, indicando que ali foi a morada de monges ascetas; os túmulos que há no local provavelmente são desses eremitas.​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​

 

Abade: Sua Reverendíssima Arquimandrita João Al Tally

Endereço: Síria دير القدّيس جاورجيوس، ص.ب.: 22458 صيدنايا – سورية

Tel: +963 11 5950646

        +963 11 5955882

Email:sgssay@mail.sy

 

                                                Website : www.msgchp.com

 

 

Mosteiro de Querubins - Sidnaya

O mosteiro de Cherubim repousa à uma altitude de 2.000 metros sobre o pico mais alto do Monte Qalamoun, ao norte de Damasco e a 8 Km de Saydnaya. Ocupa um dos lugares mais espetaculares na Síria, de onde se avista a própria Saydnaya  e um amplo panorama de montanhas, colinas e planaltos, incluindo toda a região de Damasco, Biqa e Hawran. Os domos e as torres do mosteiro são visíveis à distância.

 

Deir Mar Sharubin, como o local é conhecido pelos habitantes locais, é dedicado aos querubins e serafins, o mais elevado grau entre os anjos que ocupam o topo da hierarquia celestial.

 

A atividade monástica do mosteiro de Cherubim teve seu início somente no ano de 2003, sob o patronato do mosteiro de São Jorge, Saydnaya, e seu superior, Youhanna al-Talleh.

 

Quatro noviços vivem agora ali, sob a direção do irmão Nectarios Dahdal. Em menos de uma década, o mosteiro de Cherubim transformou-se em um centro religioso impressionante que, regularmente, promove acampamentos de verão e acolhe grande número de jovens vindos de toda a Síria.

 

 

Abade: Sua Reverendíssima Arquimandrita João Al Tally

Endereço: Síria- دير القدّيس جاورجيوس، ص.ب.: 22458 صيدنايا – سورية

Tel: +963 11 5953377

Fax: +963 11 5950629

Email: sgssay@mail.sy

 

Mosteiro Patriarcal de São Jorge  - Al-Homeyra

O mosteiro do mais venerado santo do Leste Próximo é um sítio magnífico. Situado em uma colina em Jabal Ansariyah a 350 metros de altitude, distante 60 Km de Homs, está cercado em todos os seus lados por outras idênticas colinas de forma arrendondada. O pico vizinho está coroado por uma fortaleza dos Cruzados, a Krak des Chevaliers, de onde é possível avistar toda a região, e o mosteiro de São Jorge igualmente desfruta de esplêndida localização. Os flancos das colinas estão cobertos de oliveiras, carvalhos e vinhedos, criando um manto de diferentes tons de verde.

 

 

Embora se encontre na região do Arcebispado de Akkar, o mosteiro está diretamente ligado ao Patriarcado de Antioquia. Localizado no município de Homs e distrito local de Tell Kalakh, está a meio caminho entre Homs e Tripoli, na fronteira de Wadi al-Nasara, “O Vale dos Cristãos”.

 

O Mosteiro de São Jorge Al-Homeyra segue sendo um importante centro de peregrinação. É visitado por Cristãos vindos de todo o mundo Ortodoxo, incluindo Síria, Líbano, Palestina, Jordânia, Grécia, Rússia e Ocidente. Um número particularmente grande de fiéis comparece à Epifania e às duas festas anuais do mosteiro, a de São Jorge, em 6 de Maio, e a Festa da Santa Cruz, em 14 de Setembro, para batizar seus filhos.

 

A data da fundação do mosteiro não pode ser determinada, imaginando-se que, pela tradição, tenha sido criado nos primeiros tempos do Cristianismo (Séculos IV a VI).

 

 

Abade: Sua Reverendíssima Arquimandrita Damaskinos Al Quade

Endereço: Síria- دير القدّيس جاورجيوس الحميرا البطريركيّ المشتاية - تلكلخ - سورية

Tel: +963 31 7730113

        +963 31 7731101

Fax: +963 31 7730324

Email: ddamaskinos@hotmail.com

 

 

1/7

Convento Patriarcal de Santa Thecla

O convento de Santa Thecla (Mar Taqla) situa-se na vila de Maalula, 65 Km ao nordeste de Damasco, à uma altitude de 1.600 metros. Incrustada abaixo das três camadas que formam a região montanhosa de Qalamoun, a vila é isolada e naturalmente protegida, o que pode explicar em grande parte a contínua adesão de seus habitantes à fé Cristã, assim como a sobrevivência do idioma Aramaico entre eles. Este convento é um dos lugares de maior peregrinação na Síria.

 

De acordo com a lenda, Santa Thecla pertencia a uma nobre família pagã da região de Qalamoun. Desejando levar uma vida Cristã, com a idade de 18 anos ela desfez o noivado que seu pai havia arranjado com um pagão e fugiu de sua casa.

A versão mais conhecida relata que soldados Romanos a perseguiam, com o intento de colocar fim à sua vida, e estavam bem próximos, quando ela cruzou a terceira camada montanhosa de Qalamoun.  Alcançando a vizinhança de Maalula, ela viu sua passagem bloqueada por um monte elevado; entretanto, no momento em que ela rezou, pedindo a benevolência de Deus, a barreira montanhosa miraculosamente dividiu-se, permitindo que ela passasse ao interior de uma gruta, onde viveu pelo restante de sua vida.

 

Aqueles que visitam o local usualmente passam a tarde e a noite na gruta e, ao amanhecer, colocam-se frente ao iconostácio, prostrando-se. Bebem, também, da água sagrada que jorra de uma fonte. Pela tradição, a administração e os cuidados especiais com a Gruta de Santa Thecla são atribuídas à freira mais idosa.

 

 

Abadessa: Reverenda Belajía Sayaf

Endereço: Síria- دير مارتقلا البطريركي، معلولا - سورية

Tel: +963 11 7770003

        +963 11 7771000

 

1/16

Convento Patriarcal de Nossa Senhora, Saydnaya

A cidade Síria de Saydnaya tem mais de quarenta igrejas, capelas e mosteiros. A mais proeminente dentre elas  é o convento da Virgem Maria, uma das mais importantes instituições do Patriarcado de Antioquia.

 

 

Desde a Idade Média, a maioria dos peregrinos e viajantes rumo à Terra Santa interrompiam sua viagem ao chegar em Saydnaya, para rezar diante do ícone milagroso da Virgem e receber sua benção. Segundo a tradição, esta imagem foi pintada pelo próprio São Lucas e muitos milagres têm sido atribuídos à ela, ao longo do tempo.

 

O convento de Saydnaya distingue-se especialmente por sua hospitalidade. Famílias Ortodoxas de Damasco e de outras cidades, tradicionalmente desfrutam lá de seu verão. O convento mantém um orfanato para meninas que atualmente abriga trinta e sete órfãs. É mantido por cinco religiosas, dirigidas pela Irmã Febronia.

 

O convento celebra a Festa da Mãe de Deus, a cada ano, no seu nascimento, 8 de Setembro. Este é um dia excepcional para toda a cidade, que fica repleta com visitantes oriundos de toda a Síria e do Líbano.

 

Segundo a tradição, o mosteiro foi construído pelo Imperador Justiniano I (527-565). A lenda conta que enquanto o Imperador caçava na região de Qalamoun, teve uma visão da Virgem Maria, ordenando a ele que construísse um convento na rocha mais elevada, sobre a qual ela estava naquele momento. No dia seguinte, Justiniano iniciou os trabalhos de fundação do convento de Saydnaya e, quando estes se completaram, a irmã do Imperador, Theodora, tornou-se sua primeira Madre Superiora.

 

O famoso ícone da Virgem em Saydnaya, o Shaghoura, é atribuído às mãos de São Lucas Evangelista, médico e pintor. Ele é tradicionalmente reconhecido como o primeiro iconógrafo, que produziu três ícones milagrosos da Virgem após Pentecostes, estando repleto pelo Espírito Santo.

 

 

Abadessa: Reverenada Vebronía Nabhan

Endereço: Síria- دير سيّدة صيدنايا البطريركي، صيدنايا، سوريا

Tel: +963 11 5951900

        +963 11 5950547

        +963 11 5951648

Fax: +963 11 5951900

1/12
  • Catedral Ortodoxa Antioquina
  • Catedral Metropolitana Ortodoxa – SP – BR

Rua Vergueiro, 1515, Paraíso, CEP: 04101-000 - São Paulo / Brasil

Tronco Chave : + 55 (11) 5907-8610   ***   E-mail: catedralortodoxa@uol.com.br

© Copyright 2020 IGREJA ORTODOXA ANTIOQUINA - BRASIL

All Rights Reserved * Web Design by Catedral Ortodoxa - IT Manager

saintgeorgemonastery.gif